INTRANET  |   WEBMAIL (Zimbra / Google)  |  

Biocal-ITC

Plano de Gestão

Processo: 2013/18009-4

EMU: Aquisição de Biocalorimetro de Titulação Isotérmica

 

O projeto aprovado pela FAPESP refere-se a aquisição de um biocalorimetro de titulação isotérmica (ITC), o qual permitirá a análise da interação de pequenas substâncias químicas com proteínas. Neste documento faz-se o detalhamento do procedimento que será adotado para o Gerenciamento, Manutenção, Operação e Compartilhamento do Equipamento e do Laboratório de Biotermodinâmica de Fármacos do NEQUIMED/IQSC/USP. Explicitamente tanto o equipamento quanto o laboratório funcionarão como um sistema multiusuário dentre as instituições e pesquisadores participantes da proposta e também, abertos à utilização pela comunidade científica em geral.

 

1. Pessoal Qualificado/disponível para a perfeita e contínua operação do projeto

A Instituição Sede compromete-se a designar/contratar um técnico de nível superior com conhecimento em biotermodinâmica de fármacos, com dedicação exclusiva para a realização das análises, preparação das amostras e treinamento de usuários. Ressalta-se que serão providenciados e financiados todos os cursos e/ou treinamentos que se fizerem necessários, bem como atualizações de conhecimento em software ou operacional ao responsável pelo laboratório de microscopia a fim de garantir o funcionamento otimizado do equipamento adquirido.

 

2. Instalações

O equipamento adquirido integrará a Central de Análises Químicas e Instrumentais (CAQI) do IQSC/USP a qual desde o seu estabelecimento na década de 80 vem funcionando como uma “FACILITY” de análise instrumental para toda a comunidade científica local, regional e também de localidades mais remotas. Desde outubro de 2009, foi iniciada a construção de um edifício de três andares, cada um dos andares com 270 m² que abrigará laboratórios de pesquisa e, em especial, o andar térreo está sendo reservado para a ampliação da CAQI. O ITC será instalado, dessa forma, no andar térreo do prédio em questão, o qual contará com toda a infraestrutura predial, elétrica e hidráulica. Serão tomadas todas as providências pela Instituição Sede de forma a efetuar as adequações necessárias à correta instalação do equipamento. Em particular, as seguintes alterações específicas serão necessárias e providenciadas quando da aprovação da proposta: (i) adequação da climatização da sala de biocalorimetria através da aquisição e instalação de sala isolada e refrigerada a 4 oC para manter a temperatura controlada durante a operação do equipamento; (ii) instalação da rede elétrica necessária para a geração da tensão necessária para o funcionamento do ITC e (iv) instalação e adequação das linhas de gases para o perfeito funcionamento do equipamento e do laboratório de preparação.

 

3. Serviços

O IQSC-USP comta com infraestrutura de serviços consolidada e funcionando com reconhecida eficiência na qual estão inclusas três oficinas com técnicos altamente qualificados em número total de oito técnicos atendendo as especialidades de mecânica, eletro-eletrônica e vidraria. A Instituição Sede conta também com um elenco de cinco funcionários no Setor de Manutenção a qual atua nos segmentos de serviços elétricos, hidráulica e predial complementando a infraestrutra para garantir a manutenção e pequenos reparos necessários ao funcionamento do equipamento e do laboratório de preparação de amostras por um longo período de tempo.

 

4. Do gerenciamento e Compartilhamento do Equipamento e Laboratório de Preparação

Tanto o ITC quanto os equipamento pertencentes ao laboratório de apoio permanecerão devidamente alocados no Instituto de Química de São Carlos – USP (IQSC-USP), a qual se constitui como Instituição Sede para abrir a proposta em questão. Especificamente no caso do ITC, está constituída uma Comissão Gestora que será composta conforme descrito a seguir: (i) um coordenador que corresponde ao pesquisador responsável pela Proposta EMU; (ii) o técnico de nível superior responsável pela operação do ITC e dos demais equipamentos do laboratório de preparação de amostras; (iii) um membro responsável por um dos projetos associados; (iv) um membro de cada uma das demais instituições envolvidas na proposta totalizando um número máximo de quatro membros externos ao IQSC. A Comissão Gestora terá como responsabilidade zelar pelo bom funcionamento do Equipamento multiusuário e dos demais equipamentos que compõem o laboratório de preparação de amostras de forma a manter o fluxo e a demanda de realização de medidas fixando procedimentos, normas e estratégias de utilização estabelecidas em reuniões periódicas da Comissão. Cabe essencialmente a Comissão Gestora, dentre outras responsabilidades:

– Garantir que não seja estabelecido qualquer tipo de preferência no tempo e na ordem da realização das medidas de maneira a deixar claro o caráter multiusuário do equipamento e a sua disponibilidade para a utilização da comunidade científica;

– Estabelecer as normas de utilização, forma de encaminhamento de solicitação de análise, e os custos de cada tipo de análise possibilitada pelo equipamento multiusuário adquirido, bem como os custos precedentes com a preparação das amostras;

– Manter atualizado e garantir a divulgação dos procedimentos a serem adotados pelos usuários para a solicitação e feitio das análises com ampla divulgação através de uma WEBPAGE instalada no servidor da Instituição Sede e da colocação de links nas páginas das unidades colaboradoras;

– Gerenciar a manutenção do equipamento e a reposição de insumos sempre que esses se fizerem necessários em conjunto com o Técnico Responsável;

– Garantir a realização de cursos e treinamentos periódicos para a formação de usuários/operadores para que os mesmo possam, uma vez que devidamente treinados, realizar a preparação e a análise de suas próprias amostras.

– Gerenciar qualquer questão que envolva o equipamento multiusuário e os demais equipamentos que compõem o laboratório de preparação de amostras.

As análises serão realizadas pelo técnico responsável ou por operadores devidamente treinados. O treinamento bem como a realização de cursos de aperfeiçoamento será oferecido periodicamente pelo técnico responsável pelo equipamento e peloNEQUIMED/IQSC/USP bem como por outros pesquisadores envolvidos na proposta ou na forma de convidados a ministrar cursos e/ou palestras que visem o aprimoramento do conhecimento da teoria e da prática de realização de análises da interação bimolecular ligante-proteína. A Instituição Sede manterá atualizada esta página da Web com todas as informações necessárias para a solicitação e realização de análises e preparação de amostras, bem como a divulgação antecipada da realização dos cursos de treinamento. Também, serão mantidos nessa página os formulários necessários para as solicitações, normas de funcionamento, e formas de contato com os responsáveis pelo laboratório. Nas páginas Web das demais instituições que fazem parte da proposta, será mantido um link em local de fácil visualização que redirecionará os usuários para a página principal do laboratório esperando assim aumentar a divulgação da existência do equipamento e dos serviços oferecidos. Esse link, conforme disponibilidade, também poderá estar disponível na página FAPESP.

 

Prof. Dr. Carlos Montanari

Coordenador

Comitê Gestor

O Comitê Gestor do equipamento é composto pelos seguintes membros:

  • Prof. Dr. Carlos Alberto Montanari (USP/IQSC, Coordenador)
  • Prof. Dr.  Andrei Leitão (USP/IQSC)
  • Prof. Dr. Antonio Burtoloso (USP/IQSC)
  • Prof. Dr. Julio Borges (USP/IQSC)
  • Dr. Paulo J. M. Cordeiro (USP/IQSC)

Demais pesquisadores relacionados ao processo FAPESP-EMU:

  • Prof. Dr. João Santana da Silva  (USP/FMRP)
  • Prof. Dr. Sérgio de Albuquerque  (USP/FFRP)
  • Prof. Dr. James Mckerrow (UCSF)
Infraestrutura

O Laboratório de Biocalorimetria de Fármacos, da CAQI, está localizado do edifício Q2 do IQSC, contando com duas salas, sendo uma de avaliação e preparação de amostras, assim como análise e processamento de dados e outra que abriga o ITC  equipado com um desgaseificador e um computador PC, com software de análise.

Normas de Utilização

A operação do equipamento caberá a um técnico treinado, responsável pelas coletas de dados para os usuários. Um segundo operador, igualmente treinado e autorizado pelo comitê gestor, o substituirá, quando necessário.

O usuário deve solicitar a realização da análise através do email biocal@iqsc.usp.br. Um descritivo completo do experimento desejado dever ser encaminhado juntamente com a solicitação de agendamento. Todas as características da análise desejada devem ser detalhadas para permitir a correta realização do experimento e a correta análise dos dados.  Deverá haver comprometimento explícito de agradecer à FAPESP quando da divulgação dos resultados obtidos, assim como comunicá-la através do endereço de email biocal@iqsc.usp.br.

As amostras, devidamente identificadas, deverão ser entregues em horário comercial ao Dr. Paulo J. M. Cordeiro, na CAQI, IQSC, ou à Sra. Fabiana Rosini, no Grupo de Química Medicinal do IQSC/USP. Em caso de necessidade especial de agendamento de horário, este deve ser feito pelo email biocal@iqsc.usp.br. Os dados coletados, quando solicitados pelo usuário, serão enviados através do endereço eletrônico fornecido pelo mesmo no momento da solicitação de análise.

Cursos sobre o preparo de amostras e processamento de dados serão oferecidos periodicamente aos interessados. Alunos de pós-graduação são potenciais candidatos a receber treinamento e são encorajados e enviar mensagem eletrônica para biocal@iqsc.usp.br, manifestando o interesse em realizá-los.

Mantendo-se prática adotada pela CAQI, será cobrada uma taxa, por coleta de dados ou análise realizada, de acordo com tabela de custo definida pelo Comitê Gestor. Os valores recolhidos através desta taxa ficarão disponíveis na CAQI, para custear, na medida do possível, a manutenção dos equipamentos do laboratório. No caso da utilização de argônio durante a preparação da amostra, será cobrada uma taxa extra, por amostra, no valor equivalente ao preço de dez litros de argônio. Os valores praticados poderão ser alterados pelo Comitê Gestor, caso seja necessário o seu ajuste e sem aviso prévio.

Taxas de Uso

Taxas cobradas por análise realizada

 

Usuário

Valor em Reais

Valor base em US dólar

Acadêmico do IQSC*

150,00

75,00

Acadêmico externo ao IQSC

200,00

100,00

Não acadêmico

1.000,00

500,00

* Pesquisadores membros do projeto associado ao processo FAPESP 2013/18009-4 pagam 50 % desse valor.

Para coletas realizadas à baixa temperatura, será cobrada uma taxa adicional, única para todos os usuários, no valor atual de 20 Reais, referente ao consumo médio de nitrogênio líquido

Agendamento

Solicitações de agendamento deverão ser encaminhadas para o seguinte e-mail:

biocal@iqsc.usp.br