INTRANET  |   WEBMAIL (Zimbra / Google)  |  

Cromatografia Líquida – LC-LC-QqToFMS

Plano de Gestão

Acesso ao Formulário para encaminhamento de pedido de análise

Ref: Programa de Equipamentos Multiusuários (EMU) da FAPESP – Projeto 04/09498-2 – “Caracterização Estrutural, Identificação e Quantificação de Substâncias Orgânicas e Moléculas Bioativas por Cromatografia Líquida Acoplada a Espectrometria de Massas em Tandem”.

I. Alocação do equipamento LC-LC-QqToF

O sistema LC-LC-MS/MS (QqTof) é um equipamento multiusuário constituído de um cromatógrafo líquido de alta eficiência (HPLC) multidimensional da marca Shimadzu e um espectrômetro de massas sequencial constituído de um analisador do tipo quadrupolo e um analisador de alta resolução do tipo “tempo de voo” (QqToF). O sistema encontra-se alocado, desde sua instalação, no Laboratório de Cromatografia do IQSC-USP, sob coordenação do Prof. Fernando Lanças. Da área total do grupo cerca de 50m2 são dedicados à Espectrometria de Massas, onde está instalado o equipamento em questão. Neste mesmo espaço existem ainda cromatógrafos a líquido miniaturizados (micro-LC).

Desde sua instalação, o equipamento tem atendido a uma grande demanda de usuários proponentes do projeto, de outros usuários do IQSC-USP, de vários pesquisadores da UFSCar não vinculados ao projeto, e de várias outras instituições da região geográfica onde está inserido (UNESP (Araraquara, Rio Claro), UFSCar, EMBRAPA, USP/Ribeirão Preto, UNICAMP, UNIFAL e outras ).

II. Disponibilidade de Recursos Humanos e Materiais para funcionamento do equipamento

O laboratório de Cromatografia do IQSC-USP onde se encontra instalado o equipamento conta com um químico de nível superior, Dr. Guilherme Titato, Mestre e Doutor em Química e com larga experiência nas áreas de cromatografia e espectrometria de massas. Adicionalmente receberam treinamento no equipamento o Dr. Álvaro dos Santos Neto, docente do grupo, os quais multiplicaram o treinamento operacional para vários usuários.

Os recursos para manutenção do equipamento em questão são provenientes de projetos e contratos realizados pelo laboratório, notadamente com a FAPESP, CNPq, CAPES, MCTI/MAPA.

III. Comissão Gestora do Equipamento Multiusuário (EMU)

Para este equipamento EMU foi constituída uma Comissão Gestora e composta conforme descrito a seguir:

(i) coordenador do projeto de EMU: Professor Fernando M. Lanças; (ii) técnico de nível superior responsável pela operação do equipamento: Dr. Guilherme Titato;

(iii) docente do IQSC-USP participante do projeto e especialista na técnica: Dr. Álvaro José dos Santos Neto.

A Comissão Gestora terá como responsabilidade zelar pelo bom funcionamento do Equipamento Multiusuário (EMU). Cabe à Comissão Gestora, dentre outras responsabilidades:

  1. Garantir que não seja estabelecido nenhum tipo de preferência no tempo e na ordem da realização das medidas de maneira a deixar claro o caráter multiusuário do equipamento e a sua disponibilidade para a utilização da comunidade científica, desde que as análises necessárias para o desenvolvimento do projeto ao qual o EMU está vinculado não sejam prejudicadas;
  2. Estabelecer as normas de utilização, forma de encaminhamento de solicitação de análise, e os custos de cada tipo de análise (quando houver) possibilitada pelo equipamento multiusuário adquirido, bem como os custos precedentes com a eventual preparação das amostras;
  3. Manter atualizado e garantir a divulgação dos procedimentos a serem adotados pelos usuários para a solicitação e realização das análises com ampla divulgação através de uma WEBPAGE (http://emu.iqsc.usp.br/lc-lc-qqtof/) disponibilizada no servidor da Instituição Sede;
  4. Gerenciar a manutenção do equipamento e a reposição de insumos sempre que esses se fizerem necessários em conjunto com o Técnico Responsável;
  5. Garantir a realização de mini-cursos e/ou treinamentos periódicos para a formação de usuários/operadores para que os mesmos possam, uma vez que devidamente treinados, realizar a preparação e a análise de suas próprias amostras.
  6. Gerenciar qualquer questão que envolva o equipamento multiusuário e o laboratório de preparação de amostras.

IV. Regras para uso do Equipamento Multiusuário (EMU)

Agendamento do uso do Equipamento

1. O agendamento de uso do equipamento será efetuado diretamente com o técnico responsável pelo uso e manutenção do equipamento, em formulário apropriado, o qual registrará o pedido em um Livro de Registros.

2. O agendamento deverá ser efetuado com pelo menos 15 dias de antecedência à previsão da data de uso através do preenchimento de formulário apropriado. Em casos excepcionais, julgados pelo Comitê Gestor, e desde que haja disponibilidade do equipamento, o agendamento poderá ser efetuado em data inferior a esta.

3. Com exceção dos pedidos dos grupos proponentes do projeto, cujas amostras estejam relacionadas com o projeto apresentado para solicitação do auxílio, as demais solicitações deverão ser acompanhadas de um resumo do projeto de pesquisa no qual as amostras estão inseridas.

4. A Comissão Gestora examinará os pedidos de uso do equipamento e se entender que algum deles possa ser prejudicial ao equipamento ou não pertinente à técnica, poderá negar o uso do equipamento.

5. Os custos com material de consumo serão de responsabilidade do solicitante; no projeto foi aprovado apenas o equipamento e nenhum recurso para material de consumo. Assim, o usuário deverá fornecer as colunas cromatográficas, amostras, padrões analíticos, frascos, eluentes, e demais materiais necessários para a realização de seus experimentos.

6. Após o período de garantia do equipamento, haverá necessidade de manutenção do mesmo. Antes deste período o Comitê Gestor discutirá e apresentará proposta para assegurar a manutenção do equipamento e seu uso por múltiplos usuários.

7. Todas as amostras, padrões, brancos, testes, etc. a serem introduzidos no sistema em questão, seja de forma direta ou através do cromatógrafo, deverão ser devidamente registradas em um livro de registros para tal. Nele constará o nome do solicitante, Instituição, tipo de amostra, data e hora da análise, código da amostra.

8. O cancelamento do uso do equipamento, após confirmado seu agendamento, deverá ser efetuado em até 24 horas úteis antes do uso, de maneira que outro usuário poderá ainda ser contatado e ter sua análise antecipada. De maneira a coibir abusos neste sentido, o não cumprimento desta observação fará com que o responsável pelo pedido de agendamento original perca um tempo de utilização do equipamento igual ao que deixou de usar e não informou.

Usuários que tenham interesse em utilizar o EMU LC-LC-QqToF, sejam do IQSC ou de qualquer outra instituição, deverão submeter solicitação de análise por formulário específico disponível na webpage, que deverá ser preenchido e enviado ao Dr. Guilherme Titato, o qual verificará o teor da solicitação (natureza das amostras, número de amostras, solubilidade, estabilidade química, etc) bem como a data solicitada para análise das mesmas. Uma vez as amostras apresentarem características compatíveis com aquelas exigidas pelo fabricante do equipamento, o agendamento das análises será aprovado e deverá ser realizado através do contato com o Dr. Guilherme Miola Titato. As análises serão efetuadas pelo técnico treinado para operação do equipamento ou por usuários que, pelas características do trabalho e frequência de uso, venham a ser treinados no mesmo.

 

Eventuais taxas de serviços

A cobrança de eventuais taxas de serviços, caso ocorra, será feita através de uma das fundações associada à USP-São Carlos, sendo que taxas diferenciadas para as solicitações provenientes de fora da área acadêmica e externos ao IQSC/USP podem ser aplicadas. As despesas de manutenção serão cobertas com as taxas de serviço, mas poderão também ser rateadas de forma proporcional ao uso entre os projetos associados e complementares, conforme decisão do Comitê Gestor.

 

Reconhecimento à FAPESP

Os trabalhos a serem publicados, bem como, teses, dissertações e monografias os quais fizerem uso do EMU em questão deverão mencionar o Auxílio à Pesquisa – Programa Equipamentos Multiusuários (EMU) FAPESP Processo número 04/09498-2.

Agendamento

Para realizar agendamento, acesse o "Sistema de Agendamento SharEMU"